28/12/2016

Taxa de abandono escolar em Artur Nogueira sofre alta após quatro anos

Desde 2012, município apresentava queda nos índices

Leonardo Saimon

educacao-1482836521

A taxa de abandono escolar em Artur Nogueira no ano passado sofreu nova alta após quatro anos em queda. O resultado disponibilizado pela Agência Metropolitana de Campinas (Agemcamp) foi obtido a partir de dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). A média não preocupa tanto, uma vez que ficou abaixo da média estadual de 3,7%. O indicativo também apontou queda na taxa de reprovação nas escolas públicas do município.

Em 2015, Artur Nogueira registrou, nas escolas públicas, o abandono de 64 estudantes, o que representa 3,7% do total de alunos. Um ano antes, a cidade computou 46 desistências, ou 2,6%. O Inep revelou que o nono ano do Ensino Fundamental foi a série que perdeu mais alunos (3,7%), seguido do terceiro ano do Ensino Médio (3,4%). A escola João Baptista Gazzola, no Jardim Carolina, é responsável por 7,1% desses abandonos e lidera o ranking entre as instituições públicas de Artur Nogueira. A escola com o segundo maior número de desistentes é a Magdalena Sanseverino (4,5%).

Para o professor e mestre em Educação Socio-Comunitária Ivan Bueno, este resultado é reflexo de uma série de fatores atrelados à cultura brasileira. “Pelo que tenho visto, este abandono é um fenômeno social. Algumas vezes, o jovem abandona os estudos na tentativa de trabalho, mas acaba sem emprego por falta de qualificação”, entende Bueno.

Outro fator que tem elevado significativamente o número de alunos que deixam de estudar, na concepção do educador, é a falta de incentivo no âmbito familiar e dentro do ambiente escolar, principalmente nos anos iniciais, como na Educação Básica. Como alternativa a esses problemas, Bueno propõe que o município invista em ensino técnico e incentive os jovens a atuarem nos segmentos fortes da cidade.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.