22/02/2018

Presidente do Conseg anuncia afastamento do cargo em Artur Nogueira

Em coletiva de imprensa, Paulo Gabriel assumiu ser responsável pelo fake “Floriano Peixoto” e negou ter feito ameaças à imprensa

Da redação

O presidente do Conselho de Segurança (Conseg) de Artur Nogueira, Paulo Gabriel, anunciou afastamento do cargo nesta quinta-feira (22). O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa, onde ele também confirmou ser responsável pelo perfil fake “Floriano Peixoto” e negou que tenha feito ameaças a jornalistas nogueirenses.

Paulo afirmou que não interferirá mais na atuação do Conseg, porém continuará a frequentar as reuniões do conselho. “Vou desenvolver os projetos que eu já tinha em mente e vou continuar ajudando as pessoas do Conseg. Mas eu, diretamente, não estarei mais ligado ao Conseg”, declarou.

Ele explicou que se afastará do cargo até todas as acusações envolvendo ele e o perfil fake “Floriano Peixoto” sejam esclarecidas. “Quem assume agora será o vice-presidente, o Ermes Rodrigues. Ele que dará continuidade aos trabalhos”, destacou.

Ameaças

Paulo disse aos jornalistas que criou o perfil falso em janeiro de 2017, com a intenção de comentar a política da cidade. “E se vocês puxarem o histórico dele, verão que ele não teve um problema, que não teve briga com ninguém, porque a intenção era só política”, disse.

Ele conta que ficou sabendo em janeiro deste ano (2018) que jornalistas da cidade estavam sofrendo ameaças por um perfil também denominado de “Floriano Peixoto”. O ex-presidente do Conseg afirma que recebeu essa informação de um assessor de imprensa da Prefeitura de Artur Nogueira e revelou ao mesmo que ele era o responsável pelo perfil, mas que não era quem estava fazendo as ameaças.

O também auxiliar de qualidade afirma que chegou a conversar com o capitão da Polícia Militar (PM) Alexandre Hoio, que teria analisado seu celular e visto que seu perfil do “Floriano Peixoto” não fez nenhuma ameaça a jornalistas da cidade. “Ele viu que não tinha nada”, ressaltou.

“A única coisa que eu posso dizer para todos é que o ‘Floriano’ que fez as ameaças não é o mesmo que eu utilizava no Facebook”, asseverou. Paulo também comentou que, ao se pesquisar por “Floriano Peixoto” no Facebook, aparecem três perfis: o dele, que tem foto, e outros dois, sem foto.

“Porque eu não postava as coisas como Paulo? Porque como presidente do Conseg, não tem como expor várias coisas, já que você depende do Executivo para sanar seus problemas. Você não pode ir diretamente contra ele”, explicou. Ele disse que criou o perfil no começo do ano passado (2017) e o deixou parado por um tempo, só reativando depois que assumiu o Conseg.

Paulo disse ainda não achar ruim descobrirem que ele mantinha o “Floriano Peixoto”, mas que gostaria que fosse descoberta a identidade de outros fakes, que faziam ameaças nas redes sociais e teciam comentários agressivos. “Eu não sou contrário a quem cria fakes para colocar seu posicionamento de maneira imparcial e respeitosa, eu sou contrário àqueles que xingavam e tentava te obrigar gostar de x quando você gostava de y”.

O ex-presidente do Conseg disse ainda que sua intenção não era simplesmente criar um perfil fake, mas um personagem. Ele também negou ter outro perfil falso e disse que não utilizará mais o “Floriano Peixoto”.

Leia mais

Vereador anuncia que investigará perfis fakes em Artur Nogueira

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.