12/10/2017

Os milagres de Nossa Senhora Aparecida em Artur Nogueira

Devotos da cidade comemoram o dia da padroeira do Brasil e contam graças recebidas por intermédio da santa

Da redação

Após 10 anos tentando engravidar e três fertilizações fracassadas, Lucimara Almeida recebeu a notícia de que havia concebido uma menina. Os meses seguintes da assistente social foram uma festa, pois a criança que ela carregava no útero era aguardada há muito tempo e por muitas pessoas. A rotina de Lucimara foi adaptada, e ela se preparou para dar à luz sua filha. O nascimento da pequena Elisa, porém, não foi como sonhado.

A menina nasceu com apenas 1,4 kg e correndo grande risco de morrer. Foi logo levada para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) neonatal do hospital e teve que receber atenção especial da equipe médica. O quadro dela era muito grave, e piorava a cada dia. Abalada, Lucimara recorreu à Nossa Senhora Aparecida, de quem é devota desde que se conhece por gente. Dezenas de pessoas se uniram a ela, erguendo preces à santa diariamente em favor de Elisa.

Quando a corrente de oração foi iniciada, a saúde da filha de Lucimara começou a se recuperar. E muito rápido. Uma enfermeira chegou a comentar com a aflita mãe que a melhora da criança era incrível, uma recuperação inexplicável. “Se você soubesse o tanto de gente que está orando à Nossa Senhora, saberia por que minha filha está melhorando assim”, disse a nogueirense. “Então está explicado”, assentiu a enfermeira.

Após 40 dias de aflição, Elisa recebeu alta da UTI neonatal. Foi um alívio para todos. No ano passado, com fé renovada e coração transbordando alegria, Lucimara cumpriu uma promessa que havia feito à padroeira do Brasil: vestiu a bebê com uma fantasia de anjo e a levou até Aparecida do Norte (SP). “Hoje ela tem quase dois anos, é saudável e só está aqui por causa de Nossa Senhora Aparecida”, afirma a devota.

Jubileu

Em 2017, católicos de todo o Brasil celebram o jubileu da aparição de Nossa Senhora, ocorrido há 300 anos. De acordo com a tradição, três pescadores seguiam de barco pelo Rio Paraíba em meados de 1717 a fim de conseguir peixes para preparar um banquete a Dom Pedro de Almeida, que em breve passaria pelo vilarejo em que eles moravam.

Após muitas horas sem conseguir pescar nada, eles rezaram para Nossa Senhora. Ao retirarem a rede da água mais uma vez, perceberam que ela trazia consigo a imagem de uma santa, sem cabeça, feita de terracota. Na tentativa seguinte, a rede lhes trouxe a cabeça da imagem. Impressionados com a coincidência, os homens embrulharam as duas partes da imagem.

Em seguida, já cansados, jogaram a rede mais uma vez no rio, e – semelhante à narrativa bíblica – esta voltou cheia, quase levando o pequeno barco a pique. A partir desse momento, muitos fiéis atribuiriam graças e milagres à ação de Nossa Senhora Aparecida. Como o Edmilson Moreira.

Graças recebidas

Apoiado em sua muleta, Edmilson sai com coração agradecido de mais uma missa na Igreja Matriz da Paróquia de Nossa Senhoras das Dores. Devoto desde os cinco anos de idade, conseguiu a documentação para sua aposentadoria após pedir a benção para Nossa Senhora Aparecida. Em pouco tempo, o pedido foi atendido, e o nogueirense teve seu direito garantido.

No entanto, para conseguir a realização do pedido, Edmilson fez uma promessa à padroeira: levar uma cesta básica por mês à igreja e ajuda-la com uma quantia em dinheiro. De fato, no momento que saía da igreja, ele acabara de deixar uma cesta básica na recepção. Afinal, promessa é dívida.

A Marilei Müller se tornou devota de Nossa Senhora pouco depois que se filho mais velho nasceu. A pensionista descobriu que o primogênito estava com uma doença incomum, algo que ela não soube explicar o que era mas que causava uma espécie de afogamento na criança. Se recursos e temendo pelo pior, consagrou o filho à santa.

E a graça foi concedida. Seu filho se curou e cresceu com muita saúde. Pouco tempo depois, Marilei também cumpriu uma promessa feita à santa: levar o filho, vestido de anjinho, até Aparecida do Norte. Dito e feito. Depois dessa viagem, o filho se tornaria um grande devoto de Nossa Senhora Aparecida

A dona de casa Juscelina Souza também foi atendida. A moradora de Artur Nogueira viu que sua filha estava com muita dificuldade para arrumar um emprego. Dobrou os joelhos e fez uma novena para Nossa Senhora. Antes que os nove dias terminasse, a filha conseguiu o emprego que procurava. “Rezo todos os dias para ela”, afirma a nogueirense.

Padroeira

Três séculos depois, Nossa Senhora Aparecida se tornou um símbolo nacional para a comunidade católica do Brasil. Tanto que Aparecida do Norte (SP) se tornou um centro de peregrinações para os devotos da santa. A basílica construída na cidade, especialmente para os devotos da santa, foi consagrada em 1980 pelo próprio Papa, na época o João Paulo II.

O prédio é o segundo maior do mundo católico, perdendo em tamanho apenas para a Basílica de São Pedro, no Vaticano. Além disso, é a quarta basílica mais visitada no mundo, recebendo milhares de fiéis diariamente. No mesmo ano em que o prédio foi inaugurado, uma lei federal decretou que 12 de outubro seria feriado nacional em reconhecimento à padroeira oficial do país, Nossa Senhora Aparecida.

Edson Tagliaferro, padre da Paróquia de Nossa Senhora das Dores, ressalta a importância de a imagem ter aparecido na cor negra, num tempo em que a luta abolicionista ainda buscava força dentro do império. Foi quase como uma quebra de paradigma, e o povo brasileiro da época logo se identificou com a imagem

Prova disso é que a fama da Nossa Senhora correu o país rapidamente. Novos milagres foram sendo acrescentados à história dela, especialmente os ligados a pessoas pobres, em sofrimento ou em condição de escravatura. Conta-se, inclusive, que um escrevo foi rezar diante da imagem original e, enquanto fazia isso, as correntes que prendiam suas mãos foram destruídas por meio de um ato milagroso.

Celebração

Nesta quinta-feira (12), os católicos de Artur Nogueira realizarão a tradicional celebração do Dia de Nossa Senhora Aparecida. Confira a programação:

– 9h: Missa Solene em louvor à Nossa Senhora Aparecida (Pe. Edson Tagliaferro)
– 17h: Coroação de N. S. Aparecida na Matriz e procissão até a comunidade N. S. Aparecida
– 18h: consagração à N. S. Aparecida

Leia mais:

Igreja Matriz de Artur Nogueira completa 100 anos

.……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.