21/08/2017

Geração de empregos formais em Artur Nogueira cai mais de 14% em julho

Dados são relativos ao mesmo período no ano passado

Da redação

O mês de julho registrou saldo negativo na geração de empregos formais em Artur Nogueira. De acordo com números fornecidos pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) e pela Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), o mês passado registrou o saldo de 40 empregos formais no município, contra 47 registrados no mesmo período em 2016. A queda representa um saldo negativo de 14,89%.

Se compararmos o montante entre janeiro e julho de 2016 com o mesmo período neste ano, o saldo de empregos formais gerados em Artur Nogueira é positivo, com um aumento registrado de 316,33 %. Ainda segundo a ACIC, em toda a Região Metropolitana de Campinas (RMC), foram gerados, em julho de 2017, 3.291 postos de trabalho, o que significa 441,28% acima dos 608 postos gerados em julho de 2016. No acumulado dos últimos 12 meses da RMC, foram eliminados cerca de 12.440 (demissões) postos de trabalho.

Já em julho de 2017, ainda na RMC, os segmentos que mais geraram postos de trabalho foram Indústria, Serviços, Comércio, Construção Civil e Agropecuária, que juntos geraram 3.608 postos, enquanto que a Administração Pública eliminou 28 postos de trabalho, o que indica uma boa recuperação no trabalho na RMC para os próximos meses.

Frente a esses números do CAGED referentes a julho de 2017, observa-se uma geração positiva de postos de trabalho, o que demonstra uma perspectiva positiva, também, para o 2º semestre deste ano, propiciando uma diminuição na taxa de Desemprego, tanto a nível nacional, como em Campinas e Região.  Isto acontecendo, espera-se uma melhora no consumo e atividades econômicas até o final de 2017, uma vez que o Emprego se recupera.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.