10/11/2017

Escritores de Artur Nogueira arrecadam livros para criar biblioteca em cidade do Piauí

Doações podem ser feitas por toda a população e vão beneficiar município de Agricolândia (PI)

Da redação

Com duas escolas municipais, uma estadual e pouco mais de 6 mil habitantes, a pequena cidade de Agricolândia, no oeste do Piauí, carece de uma biblioteca municipal. A falta de um local específico para que os estudantes realizem suas pesquisas escolares tocou o escritor Camilo Martins, de Artur Nogueira. Por isso, a Academia Nogueirense de Letras (ANL), que ele preside, decidiu criar uma campanha de arrecadação de livros com o intuito de doa-los ao município nordestino.

“É inadmissível uma cidade não ter um centro de pesquisa para os estudantes”, afirma Martins. Segundo o escritor, que é natural de Agricolândia (PI) – a 87 km da capital Teresina (PI) – a necessidade da construção de uma biblioteca na cidade chegou ao conhecimento dele por meio do vereador Antônio Filho (PP) durante uma visita que realizava em setembro à sua terra natal.

Segundo Martins, os dois se uniram para promover a campanha “Livros para o Piauí – Conhecimento ao mundo”. O objetivo é arrecadar 10 mil livros, “o mínimo que podemos pensar para tentar compensar o envio do material”, explica o escritor e poeta nogueirense. “Vamos buscar um apoio, um patrocínio, para isso depois”.

Além dos livros, também serão aceitas doações de computadores e estantes para guardar e organizar as obras literárias na futura biblioteca. Com todo esse material, Martins afirma que outras cinco cidades vizinhas de Agricolândia (PI) também serão beneficiadas, pois ficam bem próximas.

O secretário de Cultura de Agricolândia (PI), Natanael Lima Clesiano, conta que o projeto já existe há vários meses, mas nunca saiu do papel. “A dificuldade de arrecadar livros aqui é grande, pois nosso estado é pobre, e nós não temos a cultura que vocês têm aí”, comenta. “Então, para nós, essa é uma iniciativa muito bem-vinda, é excelente”, comemora.

Toda a população pode contribuir com a campanha. Os livros a serem doados devem ser entregues no Centro Cultural Tom Jobim, em Artur Nogueira, durante o horário comercial. “Como estamos dia a dia lutando e levantando sempre a bandeira da Cultura, não poderia deixar de dar esse apoio para uma causa tão nobre”, destaca Edesio Lopes, secretário municipal de Cultura, que cedeu o espaço para as doações.

Além de Artur Nogueira, a ANL engloba escritores de Holambra (SP), Cosmópolis (SP), Engenheiro Coelho (SP) e Conchal (SP). Portanto, moradores desses municípios também poderão fazer doações e contribuir com a campanha. Segundo Martins, não é recomendável que livros didáticos sejam doados.

O vereador Antônio Filho (PP), de Agricolândia (PI), ressalta a importância do projeto para a cidade. “Isso abre um espaço organizado exclusivamente para a relação de interação entre leitura, informação e conhecimento, espaço este necessário, visto que, muitos de nossos munícipes ainda tem acesso limitado a este mundo”, afirma. “Com esse projeto, buscaremos estimular nossos cidadãos à prática da leitura, da cultura, das relações sociais, pois acreditamos ser esse o caminho para o desenvolvimento de uma sociedade mais participativa e atuante, de forma positiva, no crescimento de nossa cidade”, acrescenta.

A Academia de Letrada do Brasil/Região Metropolitana de Campinas (ALB-RMC) e a Academia Brasileira de Letras dos Escritores Adventistas (Ablea) também apoiam a causa.

Leia também

Biblioteca Municipal de Artur Nogueira será restaurada

Literário de Artur Nogueira comemora 1ª década da Academia Nogueirense de Letras

Edson Croife lança terceiro livro em Artur Nogueira

Livro “100 dias na Terra” tem lançamento em Artur Nogueira

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.