03/06/2016

Em cinco meses, Artur Nogueira registrou quatro estupros

Dados são da delegacia do município, que registrou queda de 43% nas ocorrências.

Da redação

Quatro casos de estupro foram registrados em Artur Nogueira nos primeiros cinco meses de 2016. De acordo com a Delegacia, no mesmo período em 2015 foram contabilizados sete casos de estupro no município, o que gera uma queda de 43% no número de ocorrências. De acordo com o Centro de Referência Especializado em Atendimento Social (Creas), o número de casos que chegam a gerar Boletins de Ocorrência não necessariamente condiz com a realidade vivida pelas mulheres nogueirenses, já que grande parte não chega a apresentar queixa.

Em toda Região Metropolitana de Campinas (RMC), foi constatado aumento no número de casos de estupro nos cinco primeiros meses de 2016, em comparação com o mesmo período de 2015. Para Sarah Abijah, coordenadora do Creas, a queda de 43% no número de casos em Artur Nogueira não significa que o cenário no município é positivo. “Muitas meninas sofrem abuso e não conseguem falar com alguém, devido ao trauma e ao medo da exposição. Nós temos no Creas um programa psicossocial que ajuda essas mulheres a aprenderem a lidar com a situação”, explica a coordenadora.

Além dos casos de estupro, em todo o ano passado o Creas atendeu apenas oito mulheres vítimas de violência doméstica. Sarah aponta que, embora as mulheres denunciem, muitas delas não procuram atendimento posterior a agressão, já que é comum as vítimas voltarem aos seus companheiros. “A mulher é orientada a vir, mas ela vem se quiser. E há um contraste muito grande entre as mulheres que fazem a denúncia e das que são atendidas. Ano passado só tivemos oito mulheres atendidas aqui, sendo que dezenas são agredidas e abusadas diariamente”. Entre os motivos pela possível não ida ao Creas de vítimas que denunciam os agressores, a coordenadora aponta que as mulheres deixam de denunciar os agressores por diversos fatores, como medo, dependência financeira e a violência psicológica sofrida pelo agressor.

No último dia 22, um homem foi preso em flagrante acusado de estuprar uma adolescente em Artur Nogueira. Uma guarnição da PM foi acionada para comparecer até a base da Rota das Bandeiras, localizada na Rodovia SP-332, próximo ao km 156. No local os PMs se depararam com uma estudante, de 17 anos, aparentemente sem escoriações, que alegava ter sido estuprada. Os policiais ouviram a vítima e se deslocaram até a cena do crime. Próximo ao local encontraram um trabalhador rural, de 23 anos, apontado pela vítima como sendo o autor do crime. O homem foi preso em flagrante. Esta foi a quarta ocorrência de estupro em 2016 em Artur Nogueira.

Mesmo com a estatística apontando queda no percentual de casos registrados, o Creas permanece alerta para qualquer indício de abuso sexual cometido no município.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.