24/06/2015

Conheça a história do fundador da Corporação Musical 24 de Junho

Há exatos 91 anos, Daniel Cesário de Andrade fundava a Corporação Musical 24 de Junho, a mais antiga instituição do município ‘Berço da Amizade’

Geso Franco de Oliveira

Para falar da Corporação Musical 24 de Junho (Banda) ou do seu início é necessário falar do fundador desta instituição, Daniel Cesário de Andrade, imigrante português da Ilha da Madeira, que chegou aqui, em Artur Nogueira, em 1910, com 19 anos de idade.

Ele veio atrás do irmão mais velho, João da Cruz Andrade, que aqui já havia desembarcado anos antes. Comprou terras, constituiu família com a também portuguesa Isabel de Sá, com que teve duas filhas: Lucia e Magdalena. Abriu um armazém de secos e molhados, pessoa dinâmica que logo prosperou. Daniel Cesário foi sempre participativo na comunidade e na igreja. Foi presidente da União dos Moços Católicos da Igreja de São Sebastião.

Familia

Em 1916, lutou, juntamente com Fernando Arens Júnior, entre outros, em prol da criação do distrito de Paz de Artur Nogueira, como também fez parte da comissão para construção da Igreja de São Sebastião.

Na inauguração da Igreja de São Sebastião para as festividades, isso em julho de 1917, foi requisitada uma banda de músicos de Mogi Mirim, e em todas as festas, inclusive a da criação do distrito, eram músicos de fora que abrilhantavam as comemorações.

foto igreja

Nos anos 20, havia dois grupos musicais que animavam os bailes e shows que aconteciam no distrito, um formado pelos irmãos Gazotto e outro por Frederico Perez, Pedro Cabrino, Frederico Pulz e outros.

Daniel Cesário de Andrade, apreciador de música, logo viu a necessidade da criação de uma banda, reuniu alguns músicos, comprou novos instrumentos e, em 24 de junho de 1924, fundou a nossa querida Banda.

Foto 1

Foi presidente dela por 11 anos. A Banda fazia os ensaios em espaços emprestados como salas, garagens, mas sempre era requisitada para tocar no Coreto, nas festividades religiosas e cívicas.

Daniel Cesário também foi responsável pela vinda do primeiro médico para o distrito, Dr. Daniel Marun.

No início dos anos 40, Daniel Cesário de Andrade mudou-se com a família para Campinas, onde por vários anos foi presidente e diretor do Hospital Real Sociedade Beneficência Portuguesa.

Ele faleceu em Campinas em 15 de abril de 1949, aos 58 anos. No final de 1949, Alduino Tagliari, então presidente da Banda, foi até Campinas, na casa da viúva de Daniel Cesário, solicitar a doação de um lote de terra, para a construção da sede da Banda. Senhora Isabel, em memória do marido, acatou o pedido e doou o terreno, e quando a sede ficou pronta esteve nas festividades de inauguração.

Inauguração 1

Por isso e por tantas outras coisas mais é que na sede da Banda está estampado em relevo: Sede Daniel C. de Andrade, um homem que fez e marcou a história de Artur Nogueira.

sede


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.