22/11/2016

Câmara adia votação de projetos para doação de áreas em Artur Nogueira

Zezé da Saúde pediu cinco dias para avaliar projetos da Prefeitura que visam doação de terrenos para empresas

Daniela Fernandes

img_1125-1479773660-1479776423

Os projetos de leis complementares – emitidos pelo prefeito Celso Capato (PSD) – que visam a doação de terrenos para quatro empresas receberam solicitação de vistas da vereadora Zezé da Saúde (PSDB). O pedido teve aceitação dos demais vereadores da Câmara e a resposta efetiva para a oferta dos lotes deve ser dada na próxima sessão que está prevista para segunda-feira, 5 de dezembro.

As doações são destinadas à construção de instalações e funcionamento de novas sedes da VAS Transportes LtdaPromatex Confecções Indústria e Comércio LtdaColeta CTMR – Limpeza e Construção Ltda e Quality Estruturas Metálicas Ltda.

Após a sessão plenária, alguns vereadores pediram licença para se retirar, momentos antes do espaço livre de fala dos parlamentares municipais inscritos, Zezé da Saúde (PSDB) e Ermes Dagrela (PR). Os vereadores Amarildo Boer (PSL), Silvinho Conservani (PV) e Lari Baiano (PSC) deixaram a Câmara alegando possuir compromissos pessoais.

img_1131-1479773864-1479776433

Dando continuidade, Dagrela (PR) tomou a palavra e parabenizou a iniciativa da vereadora Zezé da Saúde (PSDB) com relação ao pedido de vista de cinco dias. “Eu acho muita terra para quatro empresas. Essas terras dão para auxiliar outras instituições… Vamos estudar à respeito das doações para as entidades de nossa cidade”, destacou.

Zezé acredita que a Câmara está indecisa sobre o assunto. “Sabemos que é muita terra destinada a duas empresas de fora e duas empresas de Artur Nogueira. O jeito certo de fazer doação é mediante licitação e isso consta na lei. Ganha quem vai gerar mais mão-de-obra. Isso é o correto”, frisa. Com relação às “duas empresas de fora”, a parlamentar se refere à CTMR – que atualmente possui sede em Holambra – e à VAS, localizada em Engenheiro Coelho. A primeira pode receber o maior terreno com área total de 4.071,64 m², já o lote destinado a VAS mede 3.485,05 m².

A vereadora explicou ainda ao Portal Nogueirense que pediu cinco dias para dar tempo ao grupo de vereadores se reunir novamente, pensar e poder voltar à votação com o intuito de barrar a doação dos terrenos. E alerta que se caso os projetos complementares forem aprovados, haverá como impedir. “Se aprovado for, nós já temos como entrar na justiça para anular. Fomos bem claros na primeira sessão: vai ser bobeira eles insistirem, porque nós vamos entrar na justiça se caso acontecer isso”, expõe.

Segundo nota emitida pela Prefeitura, o objetivo das doações é incentivar novos investimento em Artur Nogueira, visando gerar mais empregos para a população local. “A contrapartida da empresa beneficiada pelo respectivo incentivo municipal é a construção e o funcionamento de sua unidade e a posterior geração de empregos”, expõe.

img_1120-1479775322-1479776392

Leia mais:

Acompanhe reportagem sobre os projetos de lei complementar de doação de terrenos


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.