07/01/2017

Cachorrinhas desaparecidas unem famílias em Artur Nogueira

Famílias distintas procuravam por cadelas desaparecidas na cidade

Noemi Almeida

No dia 31 de dezembro de 2016, a nogueirense Milena Cristina de Souza Coelho, moradora do bairro Paineiras, percebeu que sua cadelinha, Mel, da raça pinscher, havia desaparecido. No mesmo dia, a também nogueirense Inez Aparecida Moura, moradora do bairro Coração Criança, perdeu sua cadelinha, Catarina, também da raça pinscher.

dogs-1483712699

Ambas estavam desesperadas com o desaparecimento de seus bichinhos. Inez conta que seu esposo, Eduardo Luís Simon, não comeu ou dormiu nesse período e passava o dia todo colando cartazes pela cidade. “Ele trabalhava sem parar para encontrá-la, quase não ia para casa”, afirma.

img_2967-1483714245

Outras pessoas também ajudavam a procurar por Mel. O amigo da família, Amauri Souza, contou à Milena que Inez também procurava por uma cadelinha pinscher. “Quando vi a foto da Catarina fiquei assustada. Era idêntica a minha Mel, quase me confundi, só mudava a cor da unha da patinha”, relata.

pata-1483712704

Pouco tempo depois de divulgarem o desaparecimento das cadelinhas, uma moradora de Limeira, Lídia, mostrou à Inez a foto de uma cadelinha que havia encontrado em Artur Nogueira. Verificando que o animalzinho não era seu, mas de Milena, Inez logo avisou a verdadeira dona. Mel foi devolvida a Milena, o que, segundo as famílias, foi um momento emocionante.

Em um momento de solidariedade, Milena propôs que elas rezassem para que Catarina também fosse encontrada. Inez aceitou, sem muitas esperanças. No dia seguinte, o marido de Inês encontrou sua cachorrinha que, para alegria de todos, estava bem. Quase tive um treco quando meu marido trouxe a Catarina. Ela é tudo para nós”, afirma Inez.

Impressionadas com o ocorrido e com a semelhança dos animaizinhos, as duas famílias resolveram marcar um encontro. “Num mundo com tanta desunião, acredito que o que aconteceu foi um presente de Deus para nos tornarmos amigas”, afirma Milena. “Nos emocionamos muito”, acrescenta.

“Esse infeliz acontecimento serviu para unir mais a nossa família. Vi o esforço do meu esposo e, após dez anos de casados, estamos mais felizes do que nunca”, conta Inez. “Também conheci a Milena, que é uma ótima pessoa”, conclui.

donas-1483712702


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.