08/07/2017

Artur Nogueira tem segundo pior desempenho da RMC em vacinação contra gripe

Município alcançou 71,3% da meta estipulada para a campanha

Da redação

Artur Nogueira teve o segundo pior desempenho da Região Metropolitana de Campinas (RMC) na 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. De acordo com números divulgados pelo vacinômetro, o município imunizou 6.416 pessoas, 71,3% da meta da Vigilância Sanitária (Visa), que pretendia aplicar doses em 8.990 nogueirenses do grupo prioritário.

vacina

Somente o município de Nova Odessa (SP) teve um resultado pior que o de Artur Nogueira na RMC, alcançando apenas 66% da meta estipulada. Apesar de ter alcançado porcentagem menor, a cidade alcançou mais pessoas: 6.607. O objetivo da Prefeitura novaodessensse era imunizar 10 mil pessoas.

Engenheiro Coelho (SP) teve o terceiro pior resultado da RMC. O município vizinho de Artur Nogueira atingiu 72,2% da meta estipulada, imunizando, em números reais, 2.080 pessoas das 2.872 pretendidas. O melhor resultado da região na campanha de vacinação foi de Hortolândia (RMC) que alcançou 99,6% da meta e aplicou 36.213 doses.

Campanha estendida

Os resultados parciais da 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza já demonstravam que os números em Artur Nogueira estavam abaixo do esperado. Em maio, uma semana após o “Dia D” da campanha, das 8.990 doses que a Visa do município pretendia aplicar durante a mobilização, apenas 4.195 haviam sido aplicadas – ou seja, 46,6% da meta. A campanha teve início em 17 de abril e se encerraria no dia 26 de maio.

vacina 2_f56b7ccc08ac5389251164886292864f367cd1e9

No entanto, por conta da baixa adesão do público-alvo em todo o território nacional, o Ministério da Saúde estendeu até o dia 9 de junho a campanha.

Em Artur Nogueira, dos 11 Postos de Saúde (PSFs), seis possuem sala de vacinação. São eles: PSF Jd. do Lago, PSF Conservani, PSF São Vicente, PSF Sacilotto II, PSF Coração Criança e PSF Blumenau. As doses eram aplicadas em crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores da Saúde; povos indígenas; gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto); pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, além dos professores, que foi a novidade deste ano.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.