18/05/2017

Artur Nogueira promove 6ª Marcha Contra Abuso e Exploração Sexual

Ato lembra caso Araceli de 1973 de repercussão nacional

Da redação

A Prefeitura de Artur Nogueira, através da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, promoveu no município durante a manhã desta quinta-feira (18) a 6ª Marcha Contra Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O ato, que ocorre anualmente, reuniu adultos e jovens, além de mobilizar diversas entidades em prol da causa.

IMG_8653 - Cópia - Cópia copiar-1495142521

A marcha, com o tema “Faça bonito. Proteja Nossas Crianças e Adolescentes”, teve início às 8h30 e concentração de aproximadamente 300 pessoas. A saída dos participantes aconteceu na Escola Estadual Severino Tagliari e passou pelo calçadão da Avenida XV de Novembro. Com cartazes, faixas e carro de som, as centenas de pessoas findaram a marcha em frente a Escola Modelo.

Participaram da caminhada representantes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Espaço Amigo, Instituto Evangélico Filadélfia (Iefan), Casa do Caminho, Assistência aos Idosos Desamparados (Aidan), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Conselho Tutelar, Associação Jovem Aprendiz (Aja), Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, Secretaria da Saúde e diversos estudantes do município.

“É importante chamar a atenção da população para essa causa e lembrar a respeito dessa data. Desde que começamos estamos tendo o apoio de muitas entidades e também da comunidade”, relata Sarah Abijah, coordenadora do Creas.

IMG_8702 - Cópia copiar-1495142548

A estudante Vitória Santos da Silva, que participou do ato em representação ao Aja, também fortalece a importância de lembrar a data e mostrar participação frente à causa. “Uma ação que serve para alertar a todos. Muitas vezes o risco pode estar próximo de nós. Esse manifesto é uma forma de atentar sobre essas condições de violência contra crianças e adolescentes e oferecer orientação de como denunciar”, comenta.

IMG_8679 - Cópia copiar-1495142539

As vítimas deste tipo de delito são vulneráveis a sofrer vários tipos de violência. Além do abuso sexual, existem também registros de tráfico de pessoas, pornografia virtual, prostituição e exploração sexual vinculada ao turismo. As denúncias contra estes crimes podem ser feitas pelo disque 100 de forma anônima.

Caso Araceli

A data de 18 de maio, dia em que acontece nacionalmente a Marcha Contra Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, é lembrado em abrangência nacional e remete ao caso Araceli, ocorrido em Vitória (ES), em 1973. Na ocasião, Araceli Cabrera Crespo, de 8 anos, foi raptada, abusada sexualmente e morta. O corpo dela foi encontrado carbonizado e em estado avançado de decomposição. Após 44 anos, o crime que chocou o país continua impune.

Desde o ano 2000, a data foi escolhida como Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.